Entregas e Encomendas Internacionais pode sofrer com a Greve da PF

10 08 2012

A greve da Polícia Federal, deflagrada nesta terça-feira (7) em 26 estados brasileiros, atingiu também a Delegacia de Campinas. De acordo com o Sindicato dos Policiais Federais, 100% dos agentes, escrivães e papiloscopistas aderiram à paralisação.

O movimento, por tempo indeterminado, retardou serviços como investigações sobre tráfico de drogas e outros crimes, inspeções em empresas de segurança, vistorias em agências bancárias, emissão de passaporte, emissão de licenças do Sistema Nacional de Armas (Sinarm) e atendimento a estrangeiros.

Polícia

Para protestar contra a situação, os policiais de Campinas fizeram um ato simbólico de entrega das armas e distintivos na sede da delegacia. ‘A ideia é usar o protesto para que o governo faça essa reestruturação’ , afirmou Sally.

O sindicato informa que a categoria está cumprindo o que determina a lei e mantém um número mínimo de agentes trabalhando. ‘Estamos mantendo um mínimo de 30% do efetivo trabalhando. O restante aderiu à greve, mas a nossa intenção é minimizar os prejuizos para a população’, afirmou representante do Sindicato na cidade, Alexandre Santana Sally.

ENCOMENDAS INTERNACIONAIS -ALFANDEGA AEROPORTO VIRACOPOS

No Aeroporto Internacional de Viracopos os reflexos ainda não são verificados. ‘O que pode acontecer é algum atraso ou demora em alguns serviços, mas nada que interrompa o atendimento’ , afirmou Sally. A assessoria de imprensa da Infraero afirmou que a greve nacional não trouxe reflexos para o funcionamento do aeroporto.

A categoria reivindica uma reestruturação na carreira dos policiais, especialmente em relação aos agentes, escrivães e papiloscopistas. A Federação Nacional do Policiais Federais informou que esses profissionais estão inseridos na carreira de nível superior, porém, atualmente recebem salário inicial de cerca de R$ 7.700,00, piso para profissionais que possuem apenas Ensino Médio. Os policiais exigem o piso de R$ 12 mil, valor pago para quem possui terceiro grau completo. Segundo o sindicato, o governo adiou a realização dessa restruturação por vários anos.

Para protestar contra a situação, os policiais de Campinas fizeram um ato simbólico de entrega das armas e distintivos na sede da delegacia. ‘A ideia é usar o protesto para que o governo faça essa reestruturação’ , afirmou Sally.

A reportagem procurou a Superintendência da Polícia Federal em São Paulo e em Brasília, mas foi informada que a instituição não iria se manifestar sobre o assunto.

Apoio

A assistente administrativa Renata Silva desistiu de ir à delegacia quando soube da greve. ‘Já é demorado tirar o passaporte, com a greve seria pior, então vou esperar’, afirmou. Ela conta que acredita que a PF desenvolve um papel importante e merece um aumento de salário. ‘Eles investigam crimes importantes, têm que ganhar bem’, afirmou.

 

Por Patrícia Azevedo – RAC Canal Associado Cosmo OverBR

Termos usados na busca:

Versão Expressa


Ações

Information

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: